Traço de contreto: o que é e como ele influencia na concretagem

Traço de concreto: o que é e como ele influencia na concretagem

Classifique este post!
[Total: 1 Average: 5]

Trabalhar com concretagem é como preparar uma receita: qualquer ingrediente a mais ou a menos vai afetar o resultado do prato ou, em nosso caso, do traço de concreto. Por isso, seguir as medidas exatas é muito importante para atingir o resultado desejado na concretagem.

Neste artigo, iremos mostrar passo a passo como encontrar o traço de concreto ideal para sua obra e também entender como cada tipo de traço de concreto pode influenciar no processo de concretagem, desde a preparação e cura do concreto, até o resultado e a resistência final.

O que é o traço de concreto?

O traço de concreto é a indicação da quantidade de materiais ou elementos que formam uma mistura de concreto. Ele indica a quantidade de areia e de brita que devem ser utilizadas na mistura para cada parte de cimento.

Ou seja: um traço de 1:2:3, por exemplo, mostra que a proporção precisa ser de 1 parte de cimento para 2 partes de areia e 3 partes de brita – sempre obedeça essa ordem na hora de calcular as proporções.

Mas e a quantidade de água por parte de cimento, o traço de concreto não traz essa indicação? Na verdade sim, mas fique atento porque a quantidade de água na mistura do concreto varia diante da umidade apresentada pela areia na mistura e também por conta da trabalhabilidade final do concreto.

traço de concreto: pedreiro jogando concreto na forma
O traço de concreto é extremamente importante numa obra, pois mostra a quantidade exata de areia e brita necessárias na mistura com o cimento para um concreto perfeito.

Numa obra, a dosagem de concreto costuma ser feito de duas maneiras: concretagem prática ou concretagem racional. 

O primeiro método de concretagem é medido pelo volume e costuma basear-se apenas na experiência do pedreiro ou do profissional técnico que está trabalhando na obra. A concretagem prática é indicada para obras que precisem de concretos com resistência moderada, aqueles utilizados em pequenas construções.

Já a concretagem racional é medida em massa e é feita por empresas concreteiras especializadas que atendem obras de médio a grande porte. Nesse modelo de dosagem, a concretagem é feita de maneira sistemática e precisa seguir uma série de parâmetros indicados no projeto de engenharia da obra.

Por que a dosagem do traço de concreto é tão importante?

O traço de concreto deve ser sempre seguido à risca, já que será a proporção dos materiais usados em sua mistura (cimento, areia e brita) a responsável por garantir a resistência e a durabilidade do concreto, além de sua trabalhabilidade. Quando o traço de concreto não é respeitado, toda a segurança estrutural da obra pode ficar comprometida.

Assim como acontece com os tipos de cimento (CP I, CP II E, etc.), que podem ser exigidos em diferentes tipos de obras, também existem diversos traços de concreto indicados para cada finalidade na obra.

Por exemplo, a proporção do traço de concreto é diferente para cada tipo de uso como em contrapisos, lajes, muros, fundações, vigas e até calçadas. Portanto, tudo depende do objetivo final da parte da obra em que você está trabalhando no momento.

traço de concreto: pedreiro trabalhando com concreto usinado
A quantidade de água na mistura utilizada no traço de concreto pode afetar diretamente a qualidade final do produto.

A água é um elemento fundamental no traço de concreto, já que é ela a responsável por criar os cristais sólidos da mistura de cimento, areia e brita que trarão resistência ao concreto. 

Mas não é só isso: é também a água a responsável por deixar a massa maleável para ser aplicada e transportada com maior facilidade na obra. 

No entanto, seu excesso pode ser sempre um problema e prejudicar a qualidade da construção. Quando adicionada além do recomendado no traço de concreto, pode criar espaços vazios (ou bolhas de ar) responsáveis por deixar o concreto bem menos resistente.

Isso faz com que o surgimento de fissuras, rachaduras e quebras seja mais frequente, trazendo menos segurança para a construção. Por outro lado, água e menor quantidade do que a necessária pode ocasionar falhas de concretagem e dificultar muito o trabalho de lançamento e adensamento.

Abaixo, uma tabela com as principais aplicações de traços de concreto e suas medidas. Para referência, a lata utilizada nas medidas é de 18 litros.

APLICAÇÕES NA OBRATRAÇO DE CONCRETO
Pilaretes, pisos e cintas de muro de blocos de concreto1 saco de cimento de 50 kg
3 latas de areia
4 latas de brita
1 lata e meia de água
Vigas, bergas, pilares, lajes e capas de laje pré-fabricadas1 saco de cimento de 50 kg
3 latas de areia
3 latas de brita
1 lata e meia de água
Fundações: baldrame, broca e radier1 saco de cimento de 50 kg
5 latas de areia
6 latas de brita
2 latas e meia de água
Fundações de concreto magro1 saco de cimento de 50 kg
5 latas de areia
6 latas de brita
2 latas e meia de água

Mistura e cura do concreto

O processo de cura do concreto feito de maneira errada e exposição excessiva da mistura ao sol também podem prejudicar a resistência final do concreto. Por isso, é preciso ficar muito atento para que esses processos não alterem a quantidade de água no traço de concreto.

A água também precisa ser limpa, clara e sem impurezas. Águas com excesso de minerais, em especial o sal, são as piores inimigas do concreto armado, por exemplo.

Também merecem atenção do pedreiro os agregados miúdos, como também são conhecidos a brita e a areia. Quanto mais finos forem, maior a resistência do concreto à compressão será obtida. Porém, quando o traço exigir esses elementos finos, a trabalhabilidade do concreto pode ficar prejudicada.

Para facilitar o trabalho nesses casos, uma dica é utilizar agregados com granulometria controlada, misturando-os para que as partículas menores comecem a envolver as maiores sem deixar vazios na mistura. 

Mas atenção: em todos os casos, é preciso utilizar tanto brita quanto areia limpas, sem argila, barro ou quaisquer outros materiais orgânicos comuns nos canteiros de obra.

Respeitando a ordem do traço de concreto

Traço de concreto: pedreiros trabalhando com concreto aramado
É preciso seguir a ordem correta de mistura do traço de concreto para obter o resultado final desejado, independente se a mistura do concreto é feita à mão ou na betoneira.

Após definidas as proporções exatas do traço de concreto, é preciso ter muito cuidado para respeitar a ordem correta de combinar os materiais. É possível fazer a mistura manualmente ou na betoneira:

Como fazer concreto à mão

  1. Junte o cimento e a areia numa área limpa;
  2. Misture bem os dois materiais, tentando criar o máximo de homogeneidade possível;
  3. Coloque a brita, distribuindo-a de maneira equilibrada;
  4. Adicione água lentamente, misturando aos poucos e adicionando mais água até obter a liga desejada para a massa.

Como fazer concreto na betoneira

  1. Primeiro coloque a brita na betoneira, para ajudar a limpar os resíduos anteriores;
  2. Adicione uma parte de água para limpar a brita e também aumentar sua aderência à mistura;
  3. Coloque o cimento;
  4. Adicione mais uma parte de água para melhorar a liga da mistura;
  5. Coloque a areia;
  6. Termine de adicionar a água até obter a liga desejada do concreto;

Dica: é possível utilizar aditivos plastificantes na mistura. Eles diminuem a quantidade de água necessária no concreto, melhorando o resultado final e também a trabalhabilidade do concreto.

Em ambos os casos, tanto no amassamento manual, quanto no amassamento na betoneira, se o processo de mistura do concreto demorar muito a massa perde a trabalhabilidade, segrega e perde a uniformidade. Se for rápida demais, por outro lado, a massa aquece mais rápido e as reações químicas do cimento (que darão sua resistência) acontecem mais rápido e pode ser que ele seque antes de terminar a aplicação.

Como ler o traço de concreto

Agora você já sabe o que é o traço de concreto e a importância de segui-lo à risca para trazer maior durabilidade e segurança à obra, certo? Mas ainda falta um passo muito importante: como ler o traço de concreto.

Nas obras, o engenheiro ou técnico podem apresentar as medidas do traço de concreto da maneira padrão. Isso é feito para garantir que, não importa qual pedreiro ou mestre de obra trabalhe na obra, todos serão capazes de seguir o traço da maneira correta.

Veja o exemplo de traço de concreto abaixo:

Fck = 30 MPa 10+/-2 B0B1 A/C=0,55

Parece uma fórmula matemática super complicada, não é mesmo? Mas na verdade é bem simples e vamos te mostrar por partes. Veja a imagem abaixo:

como ler traço de concreto (1)

LEGENDA: A forma de grafar o traço de concreto é padronizada pela Norma Brasileira (NBR), regulada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Fck= 30 MPa10+/-2B0B1A/C=0,55
Resistência Característica do Concreto à Compressão aos 28 dias de cura.Unidade de Medida Mega Pascal 30 MPa = 300 Kgf/cm2.Abatimento (slump) 10 cm de tolerância de +/-2 cm.Traço Composto com Brita 0 (12 mm) e Brita 1 (19mm).Fator Água/Cimento.

Você segue o traço de concreto da forma certa na sua obra?

Acho que já deu para perceber que o traço de concreto é fundamental para alcançar os melhores resultados na construção. Além disso, o traço foi criado para facilitar a vida de quem trabalha na obra e garantir a máxima segurança final da construção, independente da quantidade de profissionais que passem por ela.

O que você achou? Está seguindo os traços de concreto da maneira certa em sua obra? Conta pra gente nos comentários!

Se você estiver interessado em ir mais à fundo no tema do traço de concreto, consulte também o artigo acadêmico da Unesp de Bauru abaixo, que traz um mapeamento dos traços mais utilizados em obras de pequeno porte, onde as descrições técnicas não costumam ser seguidas, tampouco catalogadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *