Carro falhando? Aprenda a identificar e solucionar o problema

Quem é que nunca teve problemas com o carro falhando? Imagina a situação: você sai para trabalhar ou curtir com os amigos e de repente o automóvel dá aquela famosa rateada. Se você já passou por isso, sabe como é o susto, não é verdade? No entanto, saiba que este problema pode ser muito mais simples do que se imagina.

setor automotivo

Por isso, neste post, vamos te ensinar a identificar e a solucionar as causas do carro falhando. Ficou interessado no tema do nosso artigo? Então, acompanhe a leitura!

Como identificar as causas do carro falhando?

Verifique as velas e os cabos

Se a falha parece com um sopro vindo do motor, principalmente se você acelera o automóvel e ele fica fraco, você deve verificar as velas e os cabos. O problema pode ser simples: um cabo frouxo, que deixa escapar a centelha para o bloco ou outras partes metálicas do motor.

Isso acontece porque o motor é lavado ou é feito algum tipo de serviço sem a devida atenção. Já no caso da bobina, é só observar se a luz de injeção está acesa. Se isso acontecer, é sinal de que o dispositivo está com problemas. No entanto, para confirmar o problema, o ideal é que você leve o seu automóvel a um mecânico de confiança e passe o carro no Scanner automotivo.

Observe os bicos injetores

Os automóveis modernos não usam carburadores. Porém, eles possuem bicos injetores que também podem ter falhas e provocar problemas no motor. Embora isso seja muito raro, os sintomas são muito parecidos com os de uma vela falhando. Se o bico falhar ou parar de pulsar, o cilindro para de queimar por falta de combustível. Nesse caso, a luz de injeção também ficará acesa.

Outro problema pode ser uma tomada do bico com defeito ou solta, como no caso do cabo de vela. A dica aqui é sempre abastecer em postos de confiança para evitar esse tipo de problema.

Fique de olho na gasolina

A gasolina ruim pode ser a causa do carro falhando. Por isso, fique de olho ao acelerar o automóvel. A perda de potência combinada com falhas no escapamento é um sinal deste problema com a gasolina. O combustível de baixa qualidade tem impurezas que entopem os filtros, causam falhas nos cabos, nas bombas e nas velas do motor. Em razão disso, fique atento com o lugar em que você abastece o seu carro.

Atente-se aos sinais do automóvel

Há algum tempo, era comum culpar o carburador pelas falhas do carro. É verdade que ele foi um grande influenciador para a época, mas esses problemas acabaram com o fim desta peça. Com a injeção eletrônica, boa parte dos motoristas pensou que esse problema iria se extinguir, mas foi apenas uma dedução errada. Afinal, algumas falhas persistiram da mesma maneira que outros componentes continuaram a interferir no mecanismo do carro. No entanto, é o combustível adulterado o grande vilão desta história e que pode prejudicar as peças do automóvel e deixá-lo sem força.

Outro ponto que deve ser observado é a parte elétrica do carro. Colisões e atritos podem desconectar os cabos. Por isso, verifique o capô e veja se tudo está no seu devido lugar.

Dê uma olhada na bateria

A bateria descarregada pode ser um sinal do carro falhando. Portanto, dê uma verificada na peça. Observe se não é hora de dar uma carga ou trocar. 

Como resolver os problemas do carro falhando?

consertando o carro falhando

Troque as velas de ignição

Se seu carro estiver falhando e o problema for nas velas de ignição, troque-as. As velas têm tempo de vida útil curto e, quando estão fora do prazo de validade elas não são capazes de produzir a centelha. Desta forma, a ignição acontece incompleta e deixa o carro engasgando. O ideal, neste caso, é ler o manual do proprietário do veículo para saber o tempo recomendado para a substituição da vela.

Uma dica valiosa é não economizar na substituição. Se for preciso trocar uma, substitua todas as velas. Além de você melhorar o desempenho do automóvel, ficará com algumas unidades de velas de ignição de reserva para alguma emergência e evitará falhas no futuro.

Substitua os cabos de vela

Verifique os cabos de vela. Com o auxílio de um multímetro, você consegue verificar se há falhas na passagem da corrente elétrica. Problema encontrado, substitua os cabos velhos por novos e fique tranquilo com o seu veículo. Além de você não ter mais problemas com o carro falhando, também poderá economizar combustível.

Verifique as bobinas

Se o problema for na bobina do automóvel, leve o carro a uma concessionária ou oficina e passe-o no scanner automotivo. Ainda com a ajuda profissional, você poderá descobrir se o problema ficou restrito à peça ou se afetou outros componentes do carro. Por ser um conversor de energia, as bobinas podem causar danos em cabos de vela, velas de ignição ou, em alguns casos, no relé ou fusível que controla o sistema de injeção eletrônica.

Use aditivo limpante

Os automóveis que estão há muito tempo parados podem ter falhas. Isso acontece porque os combustíveis parados no tanque podem provocar borras que entopem o sistema. Além disso, tem o problema dos gases advindos da degradação do próprio combustível. Para resolver o problema, basta colocar um aditivo limpante a cada dois abastecimentos. Faça isso com o carro desligado. Depois é só rodar até toda essa sujeira ser removida pelo escapamento.

Troque a bateria

Se o problema for a bateria, vale a pena verificar a data de fabricação. Essa informação fica registrada na parte superior da peça e perto dos terminais. Não existe um prazo definido para a validade, mas no geral, uma bateria dura pelo menos dois anos. Algumas podem chegar até a três ou quatro anos, mas não vão além disso. Se estiver muito acima desse tempo é sinal de que a sua bateria já era.

Carregue a bateria com a chupeta

fazendo chupeta no carro

Outro sintoma de carro falhando são as baterias “arriadas” como já dissemos na primeira parte deste artigo. Se este for o seu caso, uma boa receita é fazer uma “chupeta”, ou seja, ligar cabos de outra bateria nos terminais da peça. E como fazer de maneira segura? Preste atenção nas nossas dicas:

1.Utilize cabos apropriados

De posse de cabos apropriados com o sistema de garras tipo jacaré nas pontas, aproxime outro carro que esteja com a bateria boa, de forma que o comprimento dos cabos possa ligar as duas baterias simultaneamente.

2. Certifique que todos os equipamentos estejam desligados

Antes de abrir o capô para fazer qualquer ligação, certifique-se de que todos os equipamentos elétricos como lanternas, faróis e rádios, dos dois carros, estejam desligados. Assim, você evitará qualquer tipo de problema.

3. Conecte os cabos

Com os dois automóveis desligados, conecte os cabos. Comece pelo cabo preto, o negativo, conectando-o com o pólo negativo (-) de bateria (há uma indicação nela) com a outra, negativo com negativo. Depois, o cabo vermelho deve ser ligado ao pólo positivo (+) de cada bateria. Dê a partida no carro bom, espere uns três minutos e dê a partida no carro com a bateria ruim.

4. Remova os cabos

Assim que o carro pegar, remova os cabos das baterias, começando pelo cabo preto (negativo), tomando muito cuidado para não encostar no cabo vermelho. Em seguida, desconecte o cabo vermelho. Pronto, você estará pronto para curtir o seu automóvel!

Viu como é fácil identificar e solucionar o problema do carro falhando? Agora que você já sabe o que fazer, ficará mais fácil dar a manutenção no seu automóvel, não é verdade? Caso tenha alguma dúvida, procure um mecânico da sua confiança que possa auxiliá-lo e mãos à obra!

Quer ler mais conteúdos como este? Acesse o nosso próximo post e entenda o significado das luzes acesas no painel do carro! 

Enciclopédia Virtual

A Enciclopédia Virtual é um espaço de conhecimento e consulta. Assuntos e temas que você provavelmente não encontra em outros lugaras. Pouco a pouco, tudo aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *